Webcast Gabriel Augusto: Conteúdos visuais em social media (Fim)

Matrícula do carro do agente Smith do Matrix: uma passage bíblica

No filme Matrix Reloaded, a matrícula do carro do agente Smith (“IS 5416”) é, na realidade, uma referência a uma passagem bíblica

Não obstante a instantaneidade com que absorvemos os conteúdos visuais, e muito principalmente na imagem em movimento (o filme) não é incomum que sejamos surpreendidos por novas descobertas de cada vez que revemos determinados vídeos. Isto ocorre por causa de um processo de percepção selectiva, justamente para atender à necessidade de priorizar a enchente de dados que nos abalroa a cada instante consciente.

Gabriel Augusto prosseguiu lembrando-nos que a imagem não é um simples elemento de fruição estética, mas um elemento de comunicação que chega a ter impacto fisiológico sobre nós: recordemos as imagens que nos atiçam o apetite ou as cores e disposições de objectos de uma sala ou quarto, que afectam o nosso estado de espírito.

As imagens estimulam à acção e ajudam a tomar decisões – e apesar de serem susceptíveis de variadas interpretações, consoante quem vê e interpreta – permitem uma comunicação mais emotiva e visceral.

Imagens que motivam

Terminando a conferência, o actual director da Flag – também envolvido no projecto Rumos – deixou-nos alguns conselhos em geral sobre os conteúdos visuais (sejam estes gráficos, fotografias, infográficos ou vídeos). Segundo ele, e na sequência do que defendeu até aqui, estes conteúdos têm de ser fáceis de digerir, atractivos e emocionais. Mais ainda, na sequência de tudo o que estabeleceu:

  • têm de ter utilidade – que importa a uma marca ter um engagement brutal numa fotografia de gatinhos, se não vende comida para esses animais?
  • têm de ter qualidade – não faltam soluções baratas ou até gratuitas para se poder produzir imagens com qualidade
  • têm de ter variedade – ou o público deixa de reagir
  • têm de ter entretenimento – isto é, promovendo um entreter contextualizado
  • têm de ter envolvimento – a ideia de usar as imagens é justamente promover o envolvimento

O webcast a terminou com um diálogo bastante intenso entre o orador e o seu público sobre os efeitos que o digital está a ter sobre os diferentes elementos de um determinado modelo estratégico. Quem o vir dificilmente acredita que foi o primeiro de Gabriel Augusto.

Para finalizar, queria deixar-vos a indicação que no próximo dia 4 de Abril vai haver outro, pelo mesmo orador, sobre o tema “Identidade profissional na era digital”. Tal como este, o webcast é gratuito, requerendo apenas inscrição prévia aqui. Não faltem, porque este, pelo menos, foi bastante interessante.

Anterior

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s