ClickSummit, 2014, 21 de Novembro: Jorge Azevedo – Digital PR & Brand Journalism (página 1)

Clicksummit 2014: o primeiro evento de Marketing Digital, de várias conferências sucessivas a longo de vários dias, em formato digital

E finalmente chegamos ao fim do segundo dia do ClickSummit 2014. Nesta última conferência, ouvimos Jorge Azevedo, managing partner da Guess What?, agência de Comunicação e Relações Públicas, criada em 2008, por ele e mais um sócio.

Pelo seu percurso, Jorge Azevedo especializou-se em Assessoria de imprensa, Estratégia de Relações Públicas, Relações Públicas Digitais, Brand Journalism e Gestão de Crise. Para além de obviamente gerir a Guess What?, Jorge Azevedo aposta na criação de actividades mediáticas e pelo assegurar da presença desta em redes internacionais de networking e partilha de conhecimentos, como formas de promover a sua marca e estabelecer parcerias valiosas.

Jorge Azevedo, managing partner da agência de comunicação Guess What?

Antes de a fundar, ele passou pela RTP, pela Media Health e por várias agências de Comunicação. Foi, aliás, o conhecimento desse mercado que o levou – a ele e ao sócio – a criar esta agência, com uma abordagem disruptiva, em relação ao panorama discreto, cinzento das concorrentes da altura, que se manifestava já até no laranja vivo que escolheram para os representar cromaticamente.

Guess What? opera ao nível da prestação de serviços de várias esferas, enquanto agência de Comunicação, nomeadamente nas Media Relations (ou seja, a tradicional Assessoria de Imprensa), Gestão de Crise Reputacional, Public Affairs, Organização de Eventos e, mais recentemente, no Digital PR, enquanto plataforma de difusão de mensagens de marca.

Logo da agência de comunicação Guess What?

Ao longo destes anos têm também, como dissemos, estabelecido parcerias estratégicas com vários países, nomeadamente Austrália, Singapura, EUA, Polónia, França, Espanha, Brasil, México, etc – que lhes permitem não só a dita a troca de experiência – conhecimento extraído de case studies – mas também expandir a sua acção (e os projectos dos clientes) para além fronteiras – factor essencial, como sabemos, no mundo pós-Troika. Actualmente, a marca emprega cerca de 20 pessoas e tem representações próprias em Lisboa e em Moçambique.

A apresentação de J. Azevedo foca-se principalmente na natureza actual do consultor de comunicação, no impacto do Digital para esta área profissional e de como ela pode tirar partido do potencial encerrado na esfera digital – bem como os perigos novos que assolam quem faz desta actividade profissão e ganha-pão.

Ele começa por colocar uma questão:

Será que o papel do consultor de comunicação ainda é o mesmo?

A resposta, obviamente (mas tantas vezes ignorada), é “não“: o orador frisa que temos de ir para além daquilo a que estávamos habituados há meros 3 ou 4 anos atrás. Aliás na Guess What? fala-se actualmente em “super-consultores”, dada a diversidade de valências de que um profissional da área tem de se munir, nos dias de hoje.

O mercado cresceu exponencialmente; e o consumidor também exprime agora uma maior complexidade e um maior poder de alterar as dinâmicas a seu favor. As estratégias e abordagens têm de ser, portanto, e necessariamente, diferentes.

A variedade de fontes de informação dos novos media nos dias de hoje coloca os media tradicionais numa posição delicada

A presença nos media tem de ser obrigatoriamente revista, porque os próprios media modificaram-se: também eles sentiram a crise económica, com redução não só dos nomes sonantes da sua praça, mas também pelo encolhimento que tiveram de exercer sobre as suas equipas. Hoje, serão poucas as redacções que contam com jornalistas especializados num tema, apenas; e o investimento que representa fazer investigação no terreno, face ao retorno que se está a retirar, faz com que as marcas de comunicação social prefiram comprar as notícias a empresas que fazem o outsourcing desse esforço – como a Lusa – do que fazer elas mesmas esse trabalho.

Num mundo assim, as empresas devem ver-se, mais do que nunca, como fontes de informação orientada e parceiros dos media. Em contrapartida, a comunicação deixou de ser unidireccional (o que significa que a publicação de um comunicado de imprensa para todos os canais, se já há 5 anos atrás não era o mais correcto, hoje, é totalmente inadequado). Deve ter-se em conta o que é dito, como é dito e para quem é dito.

Com as novas tecnologias, informação e entretenimento à distância de um dedo

Hoje temos redes sociais, blogues (como este, por exemplo), etc., além dos meios offline de que já dispúnhamos, que não desapareceram. Há que trabalhar o conteúdo de forma diferenciada e que, acima de tudo, tenha presente a plataforma em que é publicado, portanto.

Não podemos esquecer que a informação é rapidamente partilhada – que é o mesmo que dizer que também é rapidamente criticada. Ou seja, há que ter em conta todos os aspectos associados a cada informação, que tipos de partilhas podem surgir daí e, portanto, de que forma poderemos potenciar (ou não) essa partilha.

“Somos contadores e multiplicadores de histórias”

Mais do que contadores, somos multiplicadores de histórias, diz Jorge Azevedo – mais do que o PR Spinning, que desdobrava uma mesma história em vários ângulos – há que saber desmultiplicar a informação nas várias declinações que daí podem surgir nesta nova realidade – a publicação de um post no Twitter não pode seguir as mesmas regras da publicação de um post no LinkedIn, ainda que se reportem a uma mesma situação. E um comunicado no site é substancialmente diferente do que é dito na newsletter que é enviada aos subscritores de um blogue corporativo.

Página 2 | Página 3

A próxima conferência a ser libertada é do Paulo Colaço, com o nome “Escrever discursos: passar a mensagem“. Subscreva agora, para poder receber as notas desta e das restantes conferências que iremos cobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s