ClickSummit, 2014, 21 de Novembro: Ivo Madaleno – Como usar o Instagram para o seu negócio (página 2)

Página 1 | Página 3

2 – Segunda linha: o nome

Exemplo de perfil Instagra, com o campo "Nome" em destaque

A tendência é que esta seja igual ao user, mas se já conseguimos expressar o nome que indica a marca neste, não há necessidade em ser redundante. Pelo contrário, é possível optimizar o perfil, introduzindo, neste espaço mais keywords a partir das quais podemos ser encontrados, tendo, claro, em conta, a questão do limite de espaço.

O conferencista usou o exemplo da optimização que fez ao Instagram de Pedro Caramez, outro conferencista ClickSummit, que é uma das maiores referências em termos de LinkedIn, em Portugal. Antes, aqui só dizia “Pedro Caramez”; agora diz claramente “LinkedIn POWER”.

Sendo ele quem é, faz sentido posicioná-lo deste modo. Será muito mais fácil ele ter um ranking melhor, nos resultados de busca, com a introdução desta palavra-chave no perfil. Repare-se que a ordem das palavras também é  relevante em tudo que é optimização para motores de busca, daí ser “LinkedIn” a primeira palavra da expressão.

3 – Descrição

Exemplo de perfil Instagra, com o campo "Descrição" em destaque

O campo de descrição já nos permite um pouco mais de acção. Na descrição, há que continuar a ser criativo, por isso, o uso de emojis, por exemplo (q. b.), pode «apimentar» o perfil.

Há que caprichar nesta parte, pois é pelo que se lê aqui que as pessoas podem decidir se querem ou não seguir uma conta. Há, portanto, que ser criativo, mas manter em vista o objectivo desta secção: fornecer mais informações sobre a identidade visada pela conta.

Uma dica muito prática: como na app este espaço não permite introduzir quebras de linha, se se introduzir o texto no bloco de notas, e se depois se as copiar, evita-se que o texto fique todo corrido (o que não é tão legível e, portanto, apelativo).

4 – Link

Exemplo de perfil Instagra, com o campo "Link" em destaque

O Instagram permite introduzir um link. É o único que é possível introduzir, por isso existem muitas marcas que vão alterando o mesmo, com CTA’s (calls-to-action) nos posts, para esse link.

Na sequência disso, Ivo Madaleno chama-nos à atenção para a landing page que se encontra no «outro lado» desse link: porque o Instragram é principalmente uma app mobile, é importante que esta seja adaptada a mobile, porque o mais certo é que quem clica nesse link esteja justamente num telemóvel e se a página que encontra não lhe assegura uma permanência agradável, a experiência do visitante é má, com o prejuízo de este não realizar as acções que pretendíamos.

À falta do formato oficial de anúncios, há marcas que fazem um post de um artigo que vendem e alteram o link do perfil para que este encaminhe para uma página onde esse mesmo artigo se encontra. Ou então, destacam um conjunto de artigos – selecção essa que é a que se encontra na landing page que está do outro lado.

O orador faz questão de sublinhar – e  muito concordamos com ele – para que não se faça posts do tipo “comprem, comprem, comprem”: há que ter o perfil mental da plataforma presente, quando se está nele e, portanto, sendo uma rede social edonista, há que perceber que as pessoas não estão lá para publicidade.

A 6Pack Guide usa o link do perfil Instagram para redireccionar o utilizador para o seu perfil de messaging no Kik

A 6Pack Guide usa o link do perfil Instagram para redireccionar o utilizador para o seu perfil de messaging no Kik

Há outras formas de dar visibilidade aos produtos de uma forma não tão directa e intrusiva, como por exemplo fazer um post do produto a ser usado ou um repost de uma foto de um cliente a usar o produto.

Ivo Madaleno faz ainda referência à ferramenta “Feature” do Instagram, que destaca alguns utilizadores, num feed especial. São sugestões da rede, e, como podemos ver, incluem a foto de perfil, o user e o link e as últimas três fotos dessa pessoa (além do botão para seguir a conta). São justamente estes elementos que estamos a referir, o que mostra bem a importância estratégica que estes têm, se queremos ter um perfil altamente seguido: é justamente aqui que começa.

Não esquecer que as fotos no Instagram serão sempre sob formato quadrado, caracteristicamente. Mas se for de perfil, ela será posteriormente inserida num círculo. Portanto, tenha em especial consideração esta foto, não esquecendo que as restantes são o conteúdo que fará alguém seguir e interagir com a conta ou não. No caso de ser uma empresa, sugere-se, claro, o logótipo da marca. Escusado será dizer que é preciso manter presente a coerência com as outras redes sociais.

Página 1 | Página 3

A próxima conferência a ser libertada é do Paulo Colaço, com o nome “Escrever discursos: passar a mensagem“. Subscreva agora, para poder receber as notas desta e das restantes conferências que iremos cobrir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s