Gestão moderna no feminino

Sobre Mary Parker Follett, a mãe da Gestão Moderna

Nos vários artigos que temos vindo a apresentar, é de notar uma conspícua ausência do sexo feminino, que normalmente só aparece em companhia de pares do género oposto. É o caso de Jane Likert, que aparece associada ao marido, Rensis Likert, ou a Mouton, integrada na brilhante dupla Blake & Mouton, que nos trouxe o Modelo da Grelha de Liderança e, posteriormente, Rachel McKee, da dupla McKee & Carlson, que ampliaram esse mesmo modelo.

Mary Parker Follett, a mãe da Gestão moderna

Mary Parker Follett

É por isso que o trabalho de Mary Parker Follett, se não fosse já por si extraordinário pelo seu valor intrínseco, só pelo facto de ser resultado da resiliência desta mulher, já mereceria toda a nossa admiração. Mas toda essa admiração é pouca, quando, ainda por cima, atentamos à época em que viveu (1868 – 1933).

Se para alguns Henri Fayol é o pai da Gestão Moderna, para outros, ela é a mãe incógnita da mesma criança. Follett iniciou os seus estudos naquela que é considerada a primeira instituição de ensino à distância Americana, a Sociedade de Encorajamento do Prosseguimento de Estudos em Casa, fundada por Anna Eliot Ticknor, acabando por se formar no Radcliffe College, uma instituição de ensino superior para senhoras, que acabaria por ser anexado pela nossa já conhecida Universidade de Harvard – mas, segundo reza a história, não terá conseguido o doutoramento, justamente por ser mulher.

Ginásio e Fay House (prédio administrativo) do Radcliffe College

Ginásio e Fay House (prédio administrativo) do Radcliffe College em 1904

Ora o campo das ciências empresariais é um campo ainda marcadamente masculino – facto que até os autores do “Síndroma do Macho Alfa” reconhecem, não obstante debruçarem-se sobre a liderança no feminino.

Mas nem na altura isso diminuiu o contributo de Parker Follett – ainda que os seus escritos e teorias tenham permanecido dentro de alguns círculos apenas, durante injustas décadas: ela foi conferencista sobre temas altamente inovadores, dentro do contexto das organizações, até ao ponto do próprio presidente Roosevelt a empossar no cargo de conselheira em assuntos relacionados com organizações não-governamentais, não-lucrativas e voluntárias.

"Todo o polimento obtém-se por fricção" - citação de Mary Parker Follett

A lista de contributos conceptuais com que ela dotou a Gestão e que se não fosse o preconceito absurdo de que foi vítima teriam feito avançar as ciências empresariais várias décadas, é particularmente avassaladora:

  • Follett foi a primeira a teorizar acerca dos processos laterais dentro de organizações hierarquizadas, que levaria à criação de estruturas matriciais, a que já antes aludimos;

 

  • ela também entendeu as comunidades como um todo holístico e assim, salientou o valor da reciprocidade nas relações laborais, que acabaria por gerar a filosofia do win-win (ganho mútuo), que agora está tão em voga (finalmente);

 

 

  • os conflitos grupais, em vez de serem vistos como problemas, eram vistos por ela como oportunidades para criar diversidade, um mecanismo que existe para gerar melhores soluções para problemas comuns;

 

 

  • mais além – pasme-se o pioneirismo – considerava que o poder é uma valência partilhada e que em vez de ser vista como sendo exercida sobre, deve ser tomada como algo que é exercido com (os outros, os funcionários, os subordinados), entre muitos outros elementos altamente reveladores do génio desta mulher, provavelmente pelo menos um século à frente do seu tempo

 

Os escritos de Follett, que se estenderam ao longo de décadas, cobrem temas tão variados como a gestão de conflitos, relações humanas, filosofia política, democracia, comportamento organizacional, etc… pensamos, com este artigo, trazer alguma justiça ao seu nome, trazendo este valioso trabalho até ao conhecimento dos nossos leitores.

Será que conseguimos? Deixe-nos a sua opinião, leitor.

CTA de subscrição do Blogue Comunicação Empresarial PT

Para profissionais e estudantes da área da Comunicação Empresarial: há uma comunidade LinkedIn aberta a discussão e networking. Esteja onde está toda a gente: junte-se a nós.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s